Espiritualidade do Fundador

São Daniel Comboni contemplou o coração transpassado de Jesus Cristo, Bom Pastor. A partir desta experiência cresceu sua paixão pela África, porque Comboni compreendeu que o coração de Cristo pulsou pela África.

Para atuar nas realidades do mundo, particularmente da África, Comboni impulsionava nas/os missionárias/os “uma vida de fé no Espírito”. Lemos em seus escritos: “O missionário que não tem um forte sentido de Deus e um vivo interesse pela sua glória e o bem das almas, carece de aptidão para exercer suas funções e pode terminar em uma espécie de vazio e de intolerável isolamento” (EE 2698).

Quatro pilares da Espiritualidade de Comboni:

O Coração Transpassado do Bom Pastor

A contemplação do coração transpassado de Cristo, Bom Pastor, é tema central na espiritualidade de Comboni. Sua convicção na assimilação dos sentimentos do coração de Cristo, que amou incondicionalmente até a oferta voluntária de sua vida pela humanidade, fez com que Comboni vivesse sua vocação com a mesma paixão e dedicação pela evangelização da África.

O Amor à Cruz

Para Comboni, o amor à cruz nada mais é que aceitar, abraçar e assumir a realidade dos povos africanos e enfrentar os obstáculos, dificuldades e as várias situações apresentadas nas missões. Ele identificou-se com o Crucificado de tal maneira que viu o sofrimento como expressão da fecundidade da ação missionária. O amor à cruz foi para ele sinal de reconhecimento de fonte de salvação da África.

Maria

Comboni alimenta uma forte devoção por Maria, a mãe de Deus, baseado na convicção de que Ela colabora de perto com a redenção do seu Filho pela humanidade. Ela é mãe de todos! Ela ocupa um lugar importante no coração e nas orações de Comboni ao ponto de consagrar a ela todas as atividades apostólicas, seus missionários e todo o trabalho de evangelização da África. Comboni vê Maria como modelo, guia, suporte e consolação do missionário.

São José

A devoção de Daniel Comboni por São José é simples, porém profunda. Ele o considera seu administrador, aquele que intercede pelas situações de necessidade das missões. Sua confiança na providência Divina se manifesta na confiança em São José que Deus mesmo colocou como protetor de Maria e seu filho Jesus. Do mesmo modo Comboni confia todas as suas dificuldades financeiras a São José.