Tenho a sorte de estar estudando

Na missão de Palao, no Peru, as Irmãs Missionárias Combonianas trabalham com 180 crianças e jovens que vivem nas montanhas. Estas famílias vêm dos Andes do Peru, deixando suas casas para buscar melhores condições de vida para si e seus filhos. Eles são os mais vulneráveis aos traficantes de pessoas. Infelizmente esta é uma realidade muito freqüente não só no Peru, mas também no Brasil e no México.
Quando o Papa Francisco fala do tráfico humano, ele diz: “constitui uma violação injustificável da liberdade e da dignidade das vítimas”, que são “dimensões constitutivas do ser humano amado e criado por Deus”. Por esta razão, deve ser considerado “um crime contra a humanidade”.
Graças ao projeto preventivo das Irmãs Combonianas, Cristian, um menino de 17 anos, conseguiu escapar das redes de traficantes, juntando-se ao grupo de jovens organizado pelas Irmãs Combonianas, onde os jovens encontram um lugar de recreação, proteção e treinamento, motivando-os a continuar seus estudos e a ajudar outros jovens e crianças a crescerem saudáveis e livres. Cristian nos diz: “Tenho a sorte de estar estudando (estou na escola secundária) e não ter caído nas garras dos traficantes que andam pelo assentamento nos oferecendo trabalho e estudo, o que então é uma decepção.
Junto com as Irmãs Combonianas você pode colaborar com sua doação e ajudar a combater este “crime contra a humanidade” ajudando outras crianças, mulheres e jovens como Cristian a não cair no tráfico humano, na exploração laboral, sexual e doméstica. Apoiar nosso projeto sem cadeias, juntos contra o tráfico.

 

 

Categories :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *